ENTRADA ANTERIOR [VIDEO] Descubra uma nova experiência de benefícios com GObenefits

5 soluções para prevenir o Employee Burnout

5 soluções para prevenir o Employee Burnout

Talvez em alguma ocasião você se encontrou com esta situação: o trabalho é intenso, a colaboração e os recursos são limitados e, antes de perceber, seu impulso e determinação diminuíram e tudo em que você pensa é em como sair deste trabalho.


Independentemente de se é você mesmo ou seus colaboradores que você está tentando proteger do esgotamento, este é um assunto de crítico para garantir o sucesso do negócio. O esgotamento ou Employee Burnout provoca um impacto negativo na produtividade e comprometimento, contribuindo para maiores absenteísmo e rotatividade. Mas felizmente é possível se recuperar desse estado, que a reconhecida Mayo Clinic define como um estado de esgotamento físico, emocional ou mental combinado com dúvidas sobre as qualificações próprias e o valor do trabalho. Descubra mais sobre as consequências do Employee Burnout aqui.          


Como lideres de RH podem evitar o Employee Burnout?


Um estudo da Gallup descobriu que aproximadamente dois terços de todos os trabalhadores sofreram algum nível de Burnout no trabalho. Alguma das causas? Tratamento inadequado no ambiente de trabalho, prazos irracionais, altas carga de trabalho e falta de apoio dos gestores.


Apesar de que as empresas estão tomando consciência do que implica o Employee Burnout e como repercute na produtividade, o esgotamento dos empregados continua aumentando. É por isso que deixo aqui alguns conselhos para ajudar a reabastecer sua força de trabalho e se liberar, e inclusive reverter, o Employee Burnout.   


  1. Para uma viagem confortável é preciso distribuir a carga: Como quando você prepara uma viagem com família ou amigos, antes de pegar a estrada devemos organizar e distribuir toda a bagagem dentro do veículo para que todos viagem confortáveis. Algo similar deveria ocorrer no ambiente de trabalho, todos conhecemos o “super colaborador” que é tão bom no que faz, que inevitavelmente se transforma na “pessoa a quem recorrer” quando algum trabalho extra aparece ou há alguma emergência.

    Se por um lado sabemos que isso geralmente é acompanhado das melhores intenções, podemos criar problemas. A sobrecarga pode provocar estresse no seu colaborador e gerar um mau ambiente entre os funcionários que foram esquecidos e nunca tiveram a oportunidade de avançar e carregar um pouco de peso extra. Desafie seus talentos e confie neles quando há necessidades de distribuir as tarefas extras.

  2. Descubra seus talentos ocultos: Não existe nada mais desanimador que fazer algo que você não gosta. Como líder você deve garantir que seus colaboradores estejam felizes com o que fazem. Para isso, fale com eles, conheça eles, descubra seus pontos fortes, e logo, avalie movimentar as pessoas a posições mais adequadas a cada perfil. Se não puder movimentar as pessoas, considere adaptar sua carga de trabalho atual para refletir suas preferências e habilidades.
     

  3. Abandone as velhas práticas e colha resultados: Entregar flexibilidade aos seus funcionários os ajudará a equilibrar as obrigações pessoais sem que se sintam estressados. Horários flexíveis permitem que os colaboradores tenham maior liberdade e mais tempo para focar nos resultados. Existem múltiplos tipos de Benefícios Flexíveis que se adaptam às diversas necessidades dos colaboradores e há diferentes modelos para agrupá-los ou classificá-los.
       

  4. Permita que seu time seja parte do processo de decisões: Em quase todos os aspectos da vida a comunicação é crucial para o sucesso e a felicidade. Sem uma comunicação aberta que estimule o diálogo, as relações entre e com seus colaboradores nunca poderão ter sucesso.
     
     

  5. Entregue feedback constante: A maioria das pessoas só querem sentir apreciadas pelo esforço em sua empresa. Dar feedbacks sobre seu trabalho é a melhor maneira de fazer com que eles se sintam valorizados. 



O que os lideres de RH acham do Employee Burnout?


Segundo o estudo da série Employee Engagement Series, dirigido pela Kronos Incorporated e a Future Workplace, 95% dos líderes de RH dizem que os esgotamento dos funcionários está prejudicando sua força de trabalho. O estudo, que incluiu a mais de 600 líderes de RH, como VPs, Diretores e Gerentes de organizações de todos os tamanhos, identificou que quase a metade desses líderes atribuem até a 50% de sua rotatividade ao esgotamento das equipes.


Como líderes de Recursos Humanos, é fundamental prestar atenção aos colaboradores, se comunicar com eles e reconhecer os sinais que revelam que estão exaustos, sobrecarregados de trabalho e cansados. O mais importante é intervir a ajudá-los a recuperar o rumo.


O Employee Burnout provavelmente nunca será completamente eliminado, mas pode ser atenuado, encontrar a combinação correta de consistência e flexibilidade no que respeita aos horários e a carga de trabalho é fundamental. A tecnologia e a política, assim como o exemplo estabelecido pelos gerentes, podem ajudar as pessoas a conseguir um melhor equilíbrio. Também existem ferramentas e tecnologias inovadoras e emergentes, que incluem algumas análises feitas especificamente para monitorar proativamente e alertar os líderes do RH sobre o esgotamento.   

 

 BAIXE A GRAVAÇÃO E APRESENTAÇÃO AQUI

     

Thiago Goncalves

Thiago Goncalves

Chief Customer Officer, GOintegro

ENTRADA SIGUIENTE Como melhorar a Experiência do Colaborador

Assine o Blog

Vistar Website
Descargar GOpass Product Sheet

Tópicos recentes