ENTRADA ANTERIOR 7 TEDTalks para melhorar suas habilidades de Comunicação

Tire o máximo proveito dos seus Reconhecimentos: Quando, Como e Por quê

Como gerar valor com seus reconhecimentos: Quando, Como e porque

Você dedicou horas, sangue, suor e lágrimas ao seu último projeto de trabalho, não só teve que lidar com uma data limite que parecia impossível, como também se liderou o projeto proativamente, o que significou ir além das suas funções de trabalho. E, finalmente, quando tudo foi perfeitamente entregue: não houve feedback da liderança, nenhum obrigado ou bom trabalho, e você guarda a lembrança desse momento na memória. Mas no próximo projeto, você estará disposto a realizar o mesmo esforço? E sabe o que é pior, garanto que mais de um colaborador da sua organização passou pela mesma situação.   


Todos temos uma necessidade natural de ser reconhecidos pelos outros. Josh Bersin, Fundador da Bersin by Deloitte aborda esse assunto com base na pirâmide de Maslow que revela que duas das necessidades psicológicas mais valiosas que temos como seres humanos são a necessidade de ser apreciados e a necessidade de “pertencer”. Estas necessidades se satisfazem através do reconhecimento entre pares (peer to peer) e pelos líderes. Se você observar a imagem a seguir, poderá ver que Compensação e Benefícios sustentam uma necessidade fundamental, mas o Reconhecimento e o Desenvolvimento Profissional sustentam nossas necessidades psicológicas de mais alto nível.       

 

maslow-pt

 

"O princípio mais profundo da natureza humana é o desejo de ser apreciado".
William James, psicólogo e filósofo norte-americano.

 

Qualquer coisa que fizermos pelos outros, com o de fato de sabermos que nossos esforços foram reconhecidos e apreciados faz com que a gente se sinta valorizado e nossas necessidades humanas fundamentais de significado e contribuição estarão sendo cumpridas. E, do lado oposto, sem valorização podemos ser levados a sentir ressentimento, negatividade, que em uma empresa levam a baixa produtividade e alta rotatividade. Como menciona Bersin, o reconhecimento tem um impacto fisiológico no rendimento devido a ocitocina (conhecida como a “hormônio do amor”) que se libera em nossos corpos ao nos sentirmo apreciados, e as pessoas que trabalham sob a influência da ocitocina tem um melhor desempenho no trabalho.   

 

O que é exatamente o reconhecimento?

Você deve considerar que os reconhecimentos são muito diferentes aos incentivos e os benefícios. É um reconhecimento ao comportamento, ao esforço e as conquistas de um indivíduo ou equipe que apoiam os objetivos e valores da organização, uma ferramenta fundamental quando se trata da retenção e o comprometimento dos empregados.

A realidade atual é que os líderes nem sempre cumprem com sua parte quando se trata de reconhecimentos e, segundo os resultados do nosso 2° Estudo Latino-americano de Employee Engagement, identificamos que uma das razões principais disso é a falta de tempo ou capacidade dos líderes para gerenciar adequadamente suas ações relacionadas ao comprometimento (56%).

 

Um estudo da PwC identificou que aproximadamente 60% dos profissionais gostaria de receber comentários de seu trabalho de forma diária ou semanal, um número que aumentou para 72% no segmento de profissionais com menos de 30 anos. O Dr. Donald Clifton apoia esta ideia no best-seller “How Full Is Your Bucket” (Seu balde está cheio?), onde afirma que a principal razão pela que as pessoas deixam seus trabalhos deve-se a falta de se sentirem valorizados.

 

Quando e como?

Para conseguir reconhecimentos efetivos é fundamental conhecer bem seus colaboradores. São eles que irão te guiar sobre quando proporcionar os feedbacks. Enquanto um funcionário pode se envergonhar de demonstrações públicas de reconhecimento, outros podem esperar que “todos os focos apontem para ele”.

 

Por sorte, para todos os colaboradores, o desejo de ser apreciado e reconhecido é inerente. Desde um “muito bem” rápido até um “feliz aniversário de trabalho”, os colaboradores que constantemente escutam que são valorizados se sentem geralmente mais comprometidos.  

 

Como evitar reconhecimentos pouco efetivos?

Se ainda não viu, assista às nossas “Crônicas de Recursos Humanos”, uma série de vídeos curtos que mostram reconhecimentos pouco efetivos e suas consequências. Essas são situações que ainda encontramos em muitas organizações latino-americanas e que definitivamente devem mudar.

 

Assistir os vídeos e conheça nossas dicas sobre como você pode reconhecer de maneira efetiva aos seus colaboradores.

 

BAIXAR APRESENTAÇÃO

 

Thiago Goncalves

Thiago Goncalves

Chief Customer Officer, GOintegro

ENTRADA SIGUIENTE 1º Ranking de Influenciadores de Recursos Humanos na América Latina

Assine o Blog

Vistar Website
Descargar GOpass Product Sheet

Tópicos recentes