9 Estatísticas e Argumentos a favor da Tecnologia de RH Social e Móvel

por Thiago Goncalves
12 min de leitura.

 

Há algumas semanas fiz um post com o título 5 vantagens de gerenciar a comunicação interna com apps, onde mencionei como o surgimento das novas tecnologias sociais e móveis estão mudando de maneira irreversível, e para melhor, a gestão do departamento de Recursos Humanos.

No caso dos aplicativos, em um estudo da Bersin by Deloitte, foi revelado que os profissionais de Recursos Humanos acreditam que o uso de aplicativos de RH em smartphones irá trazer maiores benefícios como produtividade dos colaboradores (60%), menores tempos de resposta por parte dos usuários (50%), melhores decisões em tempo real (53%) e maior compromisso dos colaboradores (52%).

Por outro lado, as plataformas sociais permitem potencializar o employer branding das empresas, centralizar e gerir virtualmente todas as iniciativas de Recursos Humanos, e converter a comunicação interna em uma experiência social e colaborativa.

Existem várias estatísticas que apontam os benefícios de usar soluções tecnológicas que fomentem a colaboração entre os trabalhadores. Por exemplo, em um infográfico com estatísticas da Forbes e Software Advice, entre outras, destacam o impacto das tecnologias de colaboração:

1.  As empresas podem reduzir em até 30% o tempo que os colaboradores gastam em emails (Software Advice)
2.  A colaboração social pode melhorar a eficiência das equipes em até 20% (Forbes)
3.  As empresas que utilizam ferramentas de colaboração social registram melhoras em sua produtividade de até 20% (Clinked)
4. O uso do email caiu nos últimos anos: 18% dos usuários entre 25 e 35 anos e quase 60% entre os adolescentes (ComScore). 

Além disso, vários estudos também confirmam os beneficios de incorporar aplicativos com acesso móvel:

5. Estatísticas de Emarketer apontam que em 2019 existirão quase 350 milhões de usuários de smartphones na região, o que equivale a uma penetração de aproximadamente 70%.
6. Segundo um artigo da Pew Research Center publicado em fevereiro de 2016, a quantidade de smartphones na região subiu 37% em relação a média de 2015.
7. Em relação ao uso de internet móvel, a Statista projeta que para 2019 mais de 70% dos usuários de telefones celulares acessarão a rede através de seus dispositivos (atualmente esta cifra é de 55%).
8. Segundo a Litmus, em nível global, 53% dos emails são abertos em dispositivos móveis.
9. Um estudo da ADP mostra que os usuários de smartphones acessam informação dos Recursos Humanos a uma taxa 60% mais alta do que os usuários de sites.

Acredito que já podemos afirmar que o futuro dos Recursos Humanos é social e móvel. Por isso quero aproveitar esta oportunidade para somar alguns argumentos que ajudem a estruturar um business case a favor da introdução destas ferramentas na gestão da área.  

  1. Economia de custos – Um aplicativo móvel é perfeito para distribuir novidades e conteúdos corporativos em toda a organização. Além de expandir o alcance e a cobertura, permitem economizar em custos de impressão e distribuição.
  2. A distância deixa de ser um problema - Muitas empresas têm colaboradores que trabalham fora de suas dependências a maior parte do tempo. Com uma app de comunicação não importa se estes colaboradores estão na fábrica, no escritório regional, na sede ou em outro continente: sempre poderão se inteirar do que está acontecendo na empresa e coordenar processos ou tarefas de forma remota.
  3. Permitem aproveitar o tempo "morto" - Uma das grandes vantagens das tecnologias móveis é poder interagir com a empresa em momentos ou lugares onde antes não era possível, como no metrô, aeroporto, fila do banco, etc. Aquela velha desculpa do "não vi" já não serve.
  4. Segmentação de mensagem – Por um lado, permitem criar grupos segmentados e em alguns casos privados. Integrados com outros aplicativos de Recursos Humanos, permitem segmentar mensagens por perfis de colaboradores e obter tracking de acesso.
  5. Somente um site para entrar – Ter acesso a informações relevantes em um ponto centralizado não somente facilita o acesso, como também permite ao colaborador encontrar tudo o que precisa de maneira rápida e fácil em um só lugar.
  6. Colaboração em tempo real - Os colaboradores não querem somente compartilhar suas opiniões e interagir com seus colegas, mas também querem saber quem são e o que fazem. Tudo isso se vê facilitado com funcionalidades sociais (likes, comentários, follows, shares, etc.) e ferramentas para anexar documentos, links, fotos e vídeos.
  7. Feedback mais fácil e frequente – Os aplicativos móveis de comunicação podem ser utilizados para realizar diversos tipos de pesquisas que permitem obter valiosos insights e retroalimentação para os Recursos Humanos.
  8. Priorização de Mensagens - Alertas e notificações push permitem informar as últimas novidades da organização enquanto as coisas estão acontecendo, ou atualizar as informações relevantes que não serão consumidas de imediato.
  9. Apoiam a tomada de decisões - Ferramentas de análise e geração de relatórios permitem obter dados sobre downloads, níveis de adoção, atividade dos usuários e diversas métricas que ajudam a determinar que comunicações são as mais eficazes.

A área de Recursos Humanos podem se beneficiar muito com a incorporação de tecnologia de RH social e móvel. Estas ferramentas se converteram em uma parte fundamental da vida cotidiana de milhões de pessoas no mundo, e devido a esta grande demanda têm se desenvolvido e sofisticado nos últimos anos.

Que resultados esperar e para quais objetivos é algo que depende de cada organização, mas o desafio é ficar atualizado, para os menos avançados, ou se manter um passo adiante, para aqueles que estão na vanguarda.

 

 BAIXAR OS RESULTADOS AQUI

  

Thiago Goncalves
Escrito por Thiago Goncalves

Chief Customer Officer, GOintegro

GOintegro

INSCREVA-SE PARA RECEBER CONTEÚDO EXCLUSIVO DO NOSSO BLOG