ENTRADA ANTERIOR [Videos] Entrevistas #HRInfluencersLatAm 2018

Novas formas de treinamento e desenvolvimento ao serviço de Employee Experience

Nuevas formas de Capacitación y Desarrollo al servicio del Employee Experience

Em um mundo que está mudando vertiginosamente, há uma coisa que permanece constante: a necessidade de continuar aprendendo e adquirindo novas habilidades. Na verdade, se faz cada vez mais necessário aprender e reinventar esse aprendizado para continuar contribuindo em um ambiente de trabalho cada vez mais exigente.


Muito se fala nos últimos anos sobre o efeito que nossa cultura "on demand", alimentada pelas mídias sociais, teve no nosso inconsciente coletivo. É quase inevitável ser inundado com informações sobre as vidas das pessoas da nossa rede: novos empregos, promoções, festas, viagens, etc. Embora você tenha a opção de selecionar quais eventos deseja ver ou não, eles podem levar você a sentir que você está ficando fora de alguma coisa. Esse fenômeno, chamado FOMO (Fear of Missing Out), não surge apenas nas nossas vidas pessoais, mas também aparece no local de trabalho, particularmente em relação às expectativas dos colaboradores de desenvolver novas habilidades e participar de novas experiências.

Dado que atualmente a validade média das habilidades e conhecimentos adquiridos dura apenas 5 anos antes de ficarem obsoletos, não é surpreendente que os trabalhadores modernos tenham uma fome insaciável por informação e um desejo contínuo de desenvolvimento e superação pessoal.



“À medida que as empresas constroem a organização do futuro, o aprendizado contínuo é fundamental para o sucesso dos negócios. Para as organizações digitais de hoje, as novas regras exigem uma organização de L&D (Learning and Development) que possa oferecer aprendizado que esteja sempre disponível em uma ampla gama de plataformas mobile”.

Deloitte

Reescrevendo as Regras para a Era Digital
Tendências Globais no Capital Humano 2017




Desenvolvimento profissional para promover o Employee Engagement

É evidente que o engajamento dos funcionários é fundamental para as empresas. Colaboradores que não estão engajados acharão seu trabalho tedioso e lutarão todos os dias contra a simples ideia de ir trabalhar. Isso, por sua vez, causará uma espiral descendente na sua produtividade e no cumprimento dos objetivos. Seu tempo como funcionário engajado terminará quando ele sair da organização ou se tornar um estorvo.


Para evitar as consequências inevitáveis da falta de engajamento, as organizações têm investido milhões ao longo dos anos, procurando maneiras diferentes de minimizar ou eliminar o descontentamento. Durante a última década, o treinamento e o desenvolvimento se tornaram um fator-chave para determinar se os funcionários permanecem ou deixam seu emprego atual:


  • 42% dos colaboradores indicam que o aprendizado e o desenvolvimento são o benefício mais importante ao decidir onde trabalhar (Udemy)

  • Oferecer treinamento e desenvolvimento profissional evitaria que 86% dos millennials deixassem sua posição atual (Bridge)

  • Se um emprego não tiver oportunidades de crescimento, nem caminhos para o desenvolvimento da liderança, 67% dos millennials deixariam essa posição (Bridge)



Oferecer um sólido programa de desenvolvimento profissional provou ser um elemento crucial para motivar os funcionários, aumentando seus níveis de engajamento e garantindo que as suas contribuições e o seu tempo como funcionários produtivos na sua organização aumentem.


Como o desenvolvimento profissional aumenta a experiência total do colaborador e como a organização se beneficia com isto:


No artigo de Josh Bersin em Forbes "A curva de aprendizagem é a curva de lucro", salienta-se que "O aprendizado faz parte da sobrevivência econômica para a maioria de nós". Se as empresas não se esforçarem continuamente para treinar os seus colaboradores, elas serão deixadas para trás.



Os funcionários que têm acesso a programas de treinamento e desenvolvimento contínuo têm uma vantagem sobre os funcionários de outras empresas onde são obrigados a adquirir treinamento e capacitação por conta própria. O investimento em treinamento que uma empresa faz demonstra aos funcionários que são valorizados, fazendo com que eles se sintam apreciados e desafiados por meio de oportunidades de treinamento. Isso tem um efeito na felicidade e produtividade, e impacta positivamente na taxa de rotatividade voluntária, apaziguando assim o impulso de buscar novos desafios de emprego em outras empresas.

O Desenvolvimento Profissional também permite reforçar o Employer Branding, pois promove a empresa como um local recomendável para trabalhar, o qual se preocupa com o desenvolvimento e o bem-estar dos seus colaboradores.

 


Careers and learning


"A única coisa pior do que treinar os funcionários e perdê-los é não treiná-los e mantê-los".

Zig Zilgar

Zig Ziglar, escritor e speaker motivacional



Naturalmente, os colaboradores estão mais comprometidos quando têm claros objetivos de carreira e desenvolvimento em mente. O planejamento desse processo, ao invés de permitir que os colaboradores "cresçam" organicamente, promove o seu enriquecimento pessoal e profissional.


Atualmente, mais e mais organizações estão incorporando pessoas para trabalhar remotamente ou como freelancers. É por isto que se fazem necessárias mais reflexão e criatividade sobre como treinar esse segmento de sua força de trabalho, pois o fato dos funcionários estarem fora de vista não significa que eles não devam ser considerados quando se trata de aprendizagem e desenvolvimento.


Os sistemas de gestão de aprendizagem, caracterizados por seminários ou cursos presenciais, não são mais suficientes para sustentar uma força de trabalho diversificada e móvel. As pessoas aprendem de maneiras diferentes, a diferentes ritmos e com objetivos diferentes. É aqui que entra a tecnologia no jogo. Ao selecionar o conteúdo de aprendizagem e o desenvolvimento acessível por meio de várias plataformas móveis, as empresas podem treinar os funcionários para assumir o controle do seu próprio desenvolvimento profissional. Desta forma, os funcionários podem aprender ao seu próprio ritmo, respeitando seus objetivos e valores profissionais, cultivando e promovendo um Employee Experience favorável e dinâmica para os funcionários.

O crescimento pessoal para no dia em que você para de aprender e hoje há tanto medo de não ficar informado ("FOMO"), que os líderes de RH precisam tirar proveito disso para inspirar os colaboradores através da aprendizagem. A falta de apoio para o desenvolvimento pessoal e profissional é uma das principais razões pelas quais os colaboradores saem das organizações. Ao fornecer o apoio certo e oportunidades de crescimento, você contribuirá muito para a posicionamento da sua organização em qualquer setor.

Ajude seus colaboradores a atingir as suas metas de desenvolvimento profissional e veja como seu engajamento e retenção melhoram drasticamente.

 

Nueva llamada a la acción

Thiago Goncalves

Thiago Goncalves

Chief Customer Officer, GOintegro

ENTRADA SIGUIENTE 5 dicas para inovar na sua estratégia de comunicação interna

Assine o Blog

New Call-to-action

Tópicos recentes